Estudantes da rede estadual terão uma refeição a mais com o início do ensino híbrido

Estudantes da rede estadual terão uma refeição a mais com o início do ensino híbrido
Os estudantes da rede estadual terão um reforço na alimentação escolar com o início do ensino híbrido, nesta segunda-feira (26). Para os estudantes do turno matutino serão servidos um café da manhã na chegada à escola e um almoço, antes de ir para casa. Para o vespertino serão servidos o almoço e a ceia antes da saída e no noturno também será servida uma ceia.
O cardápio foi elaborado pelas nutricionistas da Secretaria da Educação do Estado e incluem frutas, verduras e carnes. O superintendente de Planejamento Operacional da Rede Escolar, Manoel Vicente Calazans, falou que já estão assegurados recursos da ordem de R$ 174,6 milhões do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Ele destacou a importância deste reforço na alimentação.
“Estes recursos do PNAE são destinados, exclusivamente, para a alimentação escolar e não poderão ser usados durante a pandemia. Então, decidimos incrementar a alimentação escolar com a oferta de mais uma refeição para os estudantes, pois sabemos que muitos necessitam deste apoio da escola”, afirmou.
Capacitação 
Ao longo de 2020 e no primeiro semestre deste ano, a Secretaria da Educação do Estado promoveu capacitações on-line para as merendeiras da rede, com foco na manipulação e distribuição da alimentação escolar, de acordo com os protocolos sanitárias.
A coordenadora de Alimentação Escolar da Secretaria da Educação do Estado, Célia Mendes, falou sobre este trabalho.
“Tudo foi feito atendendo as  determinações legais do PNAE e as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), visando a segurança das trabalhadoras e dos estudantes”.

A merendeira Elza dos Santos, do Colégio Estadual Dantas Junior, em Salvador, foi uma das que fizeram a capacitação e falou sobre as expectativas de colocar em prática o que aprendeu. “Eu achei muito importante todo o treinamento, pois nos atualizamos com novos conhecimentos para preparar uma alimentação mais saudável, segura e ainda mais gostosa para os alunos”.