Blog do Valente pergunta a ACM Neto como ele está vendo as pesquisas: com cautela ou empolgação?

Blog do Valente pergunta a ACM Neto como ele está vendo as pesquisas: com cautela ou empolgação?

Antes mesmo do lançamento de sua pré-candidatura ao governo do estado, ACM Neto já despontava com o dobro de intensão de votos em uma disputa com o Senador e ex-governador da Bahia Jaques Wagner. Em uma pesquisa da Séculos, de dezembro de 2021, ACM Neto liderava com folga a disputa para o Palácio e Ondina e venceria no primeiro turno.

A pesquisa testou três cenários e em todos, Neto se mostrava sempre à frente nas intensões de votos, superando os percentuais de todos os seus adversários somados. Na época a Séculos entrevistou cerca de 2.400 candidatos em 87 municípios.

Em 2018 Neto foi apontado como possível candidato ao governo, porém decidiu dar continuidade a sua gestão à frete da prefeitura de Salvador. De acordo com o ex-prefeito havia um clamor público para que ele não renunciasse seu posto de prefeito.

“Foi a decisão mais difícil e acertada de minha vida. Havia uma pressão enorme para que eu me candidatasse e mesmo assim eu não renunciei e quando veio a Covid eu estava no lugar certo e momento certo e agi certo em não renunciar. ”

No cenário atual, ACM Neto disse estar preparado para assumir e gerir o governo, independente de quem quer que seja o Presidente da República, e tem experiência de mandato.

No início de seu mandato como prefeito, Dilma Roussef do PT era presidente e agora Jair Bolsonaro. Segundo Neto, é uma falácia acreditar que o povo vota em coligações.

“Isso não existe. O eleitor baiano é preparado e consciente e fara um julgamento criterioso para votar no governador do estado. Irei propor visão para que o estado deixe de ser campeã da violência e lanterninha na educação. Proponho avanço na economia e é isso que vai pesar no momento de voto. Não vou procurar bengalas ou me apoiar em terceiros para decidir a eleição em meu estado,”

Confira entrevista completa com ACM Neto ao programa do Valente: