Bolsonaro ataca repórter da Folha e nega saída de chefe da Secom

O presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) rebateu as perguntas de jornalistas hoje (16) sobre a possível saída de Fabio Wanjgarten, chefe da Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência (Secom). Ele declarou que o secretário permanecerá no cargo após a revelação de que ele possui um empresa que recebe dinheiro de contratadas do governo. “Se foi ilegal a gente vê lá frente. Mas, pelo que vi até agora, está tudo legal, vai continuar. Excelente profissional. Se fosse um porcaria, igual alguns que tem por aí, ninguém estaria criticando ele”, disse o presidente ao sair do Palácio da Alovarada.

Bolsonaro foi questionado três vezes sobre a permanência do secretário, mas s se recusou a responder questionamentos feitos por uma repórter Folha de S. Paulo e disse que o jornal não tem moral para fazer perguntas.

“Fora, Folha de S.Paulo, você não tem moral para perguntar, não”, afirmou, pedindo que outros repórteres fizessem perguntas. “Vocês não têm vergonha na cara e ainda assim vem aqui fazer plantão?”, disse à reportagem. (Metro1)