Barroso pede desculpas em sessão do TSE por demora na divulgação do resultado das eleições

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Roberto Barroso, pediu desculpas nesta terça-feira (17) aos demais ministros — na primeira sessão do TSE após o primeiro turno das eleições municipais — pela lentidão na divulgação da totalização dos votos no último domingo (15).

A demora de mais de duas horas na divulgação dos resultados foi motivado por um problema no processamento das informações, realizada por um supercomputador. O ministro ressalvou, no entanto, que as dificuldades não comprometeram os resultados da votação.

“Peço desculpas aos colegas e à sociedade brasileira por essa dificuldade que enfrentamos, mas esclareço que não houve nenhum tipo de comprometimento para a fidedignidade do voto, para a fidelidade da manifestação da vontade popular”, afirmou Barroso.

O ministro fez o pedido no início da sessão. Aos ministros, Barroso reiterou que, mesmo com o problema, a divulgação dos resultados no mesmo dia das eleições.

“Nós tivemos um pequeno problema no processamento dessas informações, pela utilização de um novo supercomputador”, informou o ministro. “Foi resolvido [o problema] e nós conseguimos divulgar a totalização no próprio dia das eleições, o que é um feito extraordinário”, disse.

O presidente do TSE relatou ainda aos ministros o fato de que mais de 113 milhões de eleitores foram às urnas, mesmo em meio à pandemia do coronavírus. Ele ressaltou que a abstenção no primeiro turno – de 23,14% – foi pouco superior à abstenção verificada nas eleições gerais de 2018.

Os ministros Mauro Campbell Marques e Alexandre de Moraes cumprimentaram Barroso pela condução dos trabalhos no primeiro turno das eleições.

Fonte: G1