Rejeição a Bolsonaro na gestão da pandemia atinge recorde de 54%, diz Datafolha

Foto: Carolina Antunes/PR

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira (16) aponta que 54% dos brasileiros avaliam como ruim ou péssima o trabalho do governo Bolsonaro (sem partido) na gestão da pandemia de Covid-19. Trata-se do maior nível de rejeição desde que a crise sanitária começou, há um ano. O índice também é verificado na mesma semana em que foi apresentado o quarto ministro da Saúde de seu governo — o cardiologista Marcelo Queiroga.

No levantamento anterior, realizada em 20 e 21 de janeiro, 48% reprovavam a gestão de Bolsonaro na pandemia.

Na rodada atual do Datafolha, o índice daqueles que acham sua gestão da crise ótima ou boa passou de 26% para 22%, enquanto quem a vê como regular foi de 25% para 24%. Não opinaram 1%.

O instituto ouviu por telefone 2.023 pessoas nos dias 15 e 16 de março. A margem de erro é de dois pontos para mais ou menos.

Consideram o presidente o principal culpado pela fase aguda da pandemia, que já matou mais de 280 mil no país e vê um colapso nacional do sistema de saúde devido ao pico de infecções, 43% dos ouvidos.

Já os governadores de estado, que em grande parte têm se batido com o governo federal por defenderem medidas mais rígidas de isolamento social, são vistos como culpados por 17%. Prefeitos ficam com 9% das menções.

*Bahia.Ba