João Roma lamenta falecimento de Marco Maciel: “Guardo o carinho e atenção que ele me dedicava”

Foto: reprodução

Para Roma, Maciel foi um dos pilares da política pernambucana nos últimos tempos, sendo também protagonista de importantes episódios na história do país, inclusive para consolidação da democracia no Brasil

“Ele preparou e foi referência para toda uma geração de políticos. Ele era, sem dúvida nenhuma, inspiração para aqueles que tinham vocação para atividade política e era de fato um símbolo de abnegação pela causa pública. Era impressionante como se dedicava, como detinha todas as informações do tecido social, das relações familiares, a memória e o passo a passo da política e da história de Pernambuco e do Brasil”, afirmou o ministro.

Para além do lado político, Roma diz guardar dele “o carinho e atenção que ele me dedicava”. Inclusive, Marco Maciel indicou e referendou a vinda de Roma para a Bahia, sendo um dos grandes responsáveis para que o ministro viesse ao estado. “Ele tinha um gosto especial pela atividade partidária, era muito atencioso, era entusiasta de um avanço na política brasileira”, disse.

“Então, essa forma de Marco Maciel sutil, mas ao mesmo tempo muito eficaz, muito atento. Nada escapava a Marco Maciel. Ele poderia ter um jeito tranquilo, mas o seu olhar era nervoso e ele estava sempre atento com coisas muito positivas e não foi omisso em momento nenhum comigo. Ele observava, orientava. Então de fato eu agradeço muito a Deus pela oportunidade que eu tive desse convívio maravilhoso com Marco Maciel. Meus sentimentos à toda a família, em especial, a sua dedicada e zelosa companheira Anna Maria e aos seus amados filhos”, acrescentou Roma.