Após Maia dizer que Bolsonaro poderia ser homossexual, presidente rebate e beija Michelle em evento

Após Maia dizer que Bolsonaro poderia ser homossexual, presidente rebate e beija Michelle em evento
Foto: reprodução

O presidente Jair Bolsonaro rebateu hoje o deputado federal Rodrigo Maia (sem partido-RJ), que afirmou ontem acreditar que ele seria homossexual e não teria coragem de assumir. Em evento conservador em Brasília, o presidente comentou a fala.

“O Rodrigo Maia me acusou de ser gay. Se bem que eu não considero nenhum crime ser gay. Agora, vocês repararam […] depois que ele foi trabalhar com o Doria, ele começou a se interessar pela pauta LGBT. Esse gordinho nunca me enganou”, disse.

“Olhem o nível que chega a política. Um cidadão que até há pouco era a terceira pessoa na escala hierárquica. Depois de mim e do vice, era o presidente da Câmara”, continuou ele. “Eu poderia até processá-lo por homofobia”. O presidente, então, deixou o microfone e beijou a primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

O presidente, então, deixou o microfone e beijou a primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

*Uol