Unicef alerta para o retorno do sarampo e a poliomielite por baixa procura por vacinas

Unicef alerta para o retorno do sarampo e a poliomielite por baixa procura por vacinas
Foto: Ministério da Saúde

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) alertou para o risco do retorno de doenças como sarampo e poliomielite em razão da baixa cobertura vacinal de crianças. Em 2019, período pré-pandemia, a cobertura de vacinação contra sarampo, caxumba e rubéola no Brasil atingiu 93,1%.

Em 2021, o índice foi de 71,49%. Um dos motivos para a baixa procura pela vacina pode ser a percepção de que essas doenças já estariam erradicadas, considera uma oficial da Unicef. Em Salvador, a Secretaria Municipal da Saúde também alertou para a baixa adesão à vacinação contra o sarampo.
Com um mês de campanha aproximadamente, apenas 7 mil pessoas tomaram a vacina contra o sarampo, menos que 5% do público-alvo. Ao todo, Salvador tem 342 mil pessoas aptas para a vacinação. Nesta primeira fase da estratégia, que segue até a próxima segunda-feira (2), o alvo são trabalhadores de saúde.
Em seguida, na segunda fase, entre os dias 3 de maio e 3 de junho, é a vez das crianças de seis meses a menores de 5 anos.
Fonte: Metro1