Wagner afirma estar pronto para ‘enfrentar’ eleições em 2022 e alfineta adversários

Candidato anunciado do PT para a disputa do governo do estado em 2022, o senador Jaques Wagner comentou sobre o cenário que se desenha para o pleito.

Com a especulação de que o ministro da Cidadania João Roma (Republicanos-BA) será o candidato do presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) no estado, há expectativa de uma possível divisão de parte do eleitorado com o ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), outrora candidato do presidente e que tem se afastado após embates recentes.

Wagner, que governou o estado entre 2007 e 2015, afirmou que o PT estará pronto para a disputa e aproveitou para alfinetar os adversários.

“Eu não gosto de escalar time adversário. Gosto de escalar a minha equipe que irá entrar em campo para a disputa eleitoral. Respeito todos os possíveis candidatos. O ex-prefeito fez movimentos errados. Foi pra lá, veio pra cá, foi pro Baleia Rossi, saiu do Baleia Rossi, foi pro Arthur Lira, apoiou candidato de Bolsonaro e quando pegou mal tirou o corpo e por aí vai. E o João Roma, que é absolutamente ligado a ele e construiu seu nome na política baiana junto com o ex-prefeito, assume um Ministério. Eu tenho minhas dúvidas se isso foi feito com ou sem concordância do ex-prefeito, me parece que foi com, mas de qualquer forma, seja quem for o adversário nós enfrentaremos”, disse em entrevista ao programa Isso é Bahia, da Rádio A TARDE FM.

*Atarde