Presidente da Anvisa contraria Bolsonaro e ataca cloroquina

Foto: Sérgio Lima/Poder360

O presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres, foi ouvido nesta terça-feira (11) na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia e afirmou ser contrário às declarações do presidente Jair Bolsonaro, nas quais minimizou a necessidade da vacinação contra a Covid-19 ou colocou a eficácia dos imunizantes em dúvida.

Ao ser questionado pelo relator da comissão, Renan Calheiros (MDB-AL), sobre como via as falas do mandatário – inclusive a declaração em que ele disse sobre o risco de virar jacaré para quem fosse imunizado -, Torres ressaltou que isso vai contra tudo o que a Anvisa preconiza em suas declarações públicas.

“Entendemos, ao contrário do que o senhor acabou de ler, que a política de vacinação é essencial, entendemos que não é fato de vacinas que vai abrir mão de máscaras e álcool gel imediatamente”, enfatizou.

Fonte: IstoÉ/ANSA