Presidente do PT regional se pronuncia sobre investigação de Lula na Lava Jato

Polícia Federal cumpriu mandado de busca e apreensão na residência do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva nesta última sexta-feira, 04 de março. A  PF está investigando o mesmo sobre a compra e reforma de um sítio em Atibaia frequentado pelo petista. A operação foi batizada de “Aletheia”, em referência  a expressão grega, que significa “busca da verdade.” A ação da Polícia Federal chamou a atenção dos brasileiros, principalmente dos adeptos do PT ou dos membros do Partido dos Trabalhadores que criticaram veementemente a ação da PF.

Sobre o assunto, em entrevista concedida ao radialista Antonio Carlos, na Rádio Clube de Santo Antonio de Jesus, o presidente do PT regional, Zenilton Conceição se pronunciou: “A Primeira coisa a dizer, todos nós que respeitamos um espaço democrático de direito, temos que demonstrar a nossa mais profunda indignação com a covardia dos setores do Poder Judiciário e do Ministério Público Federal com o ex-presidente Lula e para com o Partido dos Trabalhadores. O que estamos assistindo não é apenas uma investigação de supostos casos de corrupção, e hoje foi um dia em que se tornou esclarecedor o verdadeiro objetivo dessa operação Lava-Jato e do trabalho do juiz Sérgio Moro. Quem tinha alguma dúvida, hoje não tem mais. Todas as vezes que o ex-presidente Lula foi convocado para depor, para prestar esclarecimentos foi sem precisar pedir duas vezes, como ele próprio se referiu agora a pouco numa reunião com a bancada dos deputados federais do PT, que foi nos passado. Em nenhum momento teve suspeita de que Lula pensasse em sair do país ou coisa do tipo para escapar de alguma investigação.”

1902871_714853991879770_701418339_nZenilton Conceição ainda disse: “O ilegal, o que é covardia é exatamente a Polícia Federal, a mando do juiz Sérgio Moro, sem maiores indícios de que o presidente estaria atrapalhando as investigações chegar às seis horas da manhã na residência do mesmo e levá-lo para o chamado depoimento coercitivo, que é um sistema onde o depoente é obrigado a ir acompanhado pela polícia. Então esse fato nos deixa indignados, levantou a sociedade brasileira. Nós de maneira geral e o Partido dos Trabalhadores, que admiramos o ex-presidente Lula pelos feitos, principalmente em favor dos mais pobres,  não vamos ficar calados, ficar quietos assistindo um verdadeiro golpe contra um estado democrático de direito.”

Questionado acerca do pronunciamento feito pelo ex-presidente Lula após ser levado para o aeroporto de Congonhas e sentir-se um prisioneiro, Zenilton falou: “O sistema do depoimento coercitivo não se pode recusar, ele precisava ir. E se  considerar a história do ex-presidente Lula por dois mandatos no Brasil e em momento algum se recusou a prestar depoimentos quando foi convocado e se fazer todo um  “teatro”, uma cena para se mostrar na televisão, isso é uma falta de respeito para com a história do presidente. Investigue todos, inclusive ele, mas ficamos preocupados [porque] não vemos esse Poder Judiciário e Ministério Público agirem com a mesma forma de maneira pluripartidarista, por exemplo os possíveis desvios de dinheiro do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, desviando valores sem pagar impostos para sua ex-amante e compra de apartamento por dois milhões no exterior para seu filho. Não vemos essa mesma intenção do juiz e da Polícia Federal investigarem o helicóptero com quatrocentos e cinquenta quilos de cocaína dos amigos de Aécio Neves. Então, se percebe que é uma investigação que tem lado e que precisa de uma mobilização da sociedade brasileira  para que a gente não assista no Brasil um recrudescimento das instituições democráticas de direito.’

Zenilton concluiu deixando uma mensagem para os membros do PT na região: “Quero tranquilizar em instãncia o Partido dos Trabalhadores de Santo Antonio de Jesus e do Recôncavo Baiano, e estão todos convocados a fazermos uma vigília contra a arbitrariedade cometida com o ex-presidente Lula e a ameaça à nação brasileira; vamos organizar atos na cidade e na região, em praça pública para esclarecer que é uma caçada contra o PT.”- finalizou ele. (Jocinere Soares/Tribuna do Recôncavo)