Parceria entre Embasa e prefeitura vai reestruturar esgotamento sanitário de SAJ; diz prefeitura

Foto: PMSAJ

 

Devido ao crescimento do município e, consequentemente, a demanda por ampliação no sistema de esgotamento sanitário, a Embasa em parceria com a Prefeitura Municipal de Santo Antônio de Jesus (PMSAJ) fará uma reformulação na rede de esgoto da zona urbana, segundo informações da prefeitura.

O assunto foi pauta de reunião realizada na tarde de ontem (14) no Paço Municipal com a presença do prefeito, Genival Deolino, do ouvidor, Alberto Sacramento, e os secretários de Serviços Públicos, Carlos Andrade, e de Assistência Social, Andressa Andrade, além de representantes da empresa responsável pelo pelo projeto e da Embasa.

A empresa pública de saneamento contratou a D&M engenharia para executar o serviço cujo projeto parcial deve ser concluído até o fim do ano para início das obras no começo de 2022. Trata-se de intervenções amplas que contemplam diversas regiões da cidade e levarão mais infraestrutura e desafogamento no sistema de esgotamento atual.

O projeto inicial da Embasa é de 1999, quando a cidade possuía uma configuração urbana diferente da atual. Uma avaliação dos sistemas de esgotamento sanitário implantado desde 1999 até então já foi realizada e identificou duas bacias de esgotamento sanitário feitas pela Embasa – uma no São Benedito e outra no Irmã Dulce (Mutum). A cidade é composta por 13 bacias no total.

Para a revisão do sistema, a D&M engenharia já concluiu um estudo de crescimento populacional e está realizando um estudo de alternativas de esgotamento para o desenvolvimento de novas redes. Duas alternativas são apontadas pela empresa como o posicionamento de coletores principais na margem dos córregos que receberá resíduos vindos da parte superior da cidade – coletores mais longos e menos estações elevatórias para levantar o esgoto e jogar nas partes mais altas. Outro caminho é a implantação de coletores mais curtos com um número maior de estações elevatórias para colocar nas partes mais altas.

Segundo o engenheiro sanitário responsável pelo projeto, Mário César Mota, todo o esgoto chegará na estação de tratamento que será ampliada suficientemente para atender à demanda da cidade. Seguindo pedidos da PMSAJ, a Embasa solicitou à D&M engenharia que seja planejada uma etapa de obras inicial contemplando três bacias de esgotamento consideradas prioritárias e contemplam as regiões do Barro Vermelho, Alto do Santo Antônio, Santa Madalena e parte do Centro passando pelas ruas Antônio Fraga e Santo Antônio, Quitandinha e loteamentos próximos à Rádio Clube e Marieta Martins.

A prefeitura está acompanhando todas as etapas de planejamento para a realização das intervenções e se coloca à disposição para contribuir com o que for necessário de forma célere a fim de proporcionar mais infraestrutura e melhorias à rede de esgotamento do município.

Ascom PMSAJ