Com a certeza da impunidade, homicídios são cometidos em via pública em SAJ

Nesta sexta-feira (07), um homem foi morto  por cerca de seis disparos de arma de fogo na feira-livre

Com a certeza da impunidade, homicídios são cometidos em via pública em SAJ

Com a certeza da impunidade, homicídios estão sendo cometidos em via pública em Santo Antônio de Jesus.

Na última sexta-feira (07), um homem foi morto por cerca de seis disparos de arma de fogo na feira-livre. Na primeira semana de janeiro, o município já registra três homicídios.

Para o radialista Léo Valente existe uma certa ousadia nos atos desses criminosos em comparação aos mesmos crimes cometidos em cidades maiores, como Salvador ou Camaçari.

“Os assassinos estão matando as pessoas sem medo algum em via pública, em local movimentado, em plena luz do dia. Eles são mais ousados que os que agem nas cidades maiores. Ninguém vê um assassinato acontecer na feira de São Joaquim, em Salvador por exemplo ou no Feiraguay, em Feira de Santana. Eles sempre levam para outro local ermo, escondido e tem lugar para desova. Essa não é a primeira vez que crime desse tipo ocorre em plena luz do dia, em local de trabalho. Infelizmente, os crimes em Santo Antônio de Jesus tem acontecido dessa forma”.

De acordo com dados do Instituto Sou da Paz, a população prisional já é de quase 750 mil pessoas, sendo que, menos de 10% foram presas pelo crime de homicídio.

O mês de dezembro foi considerado um dos mais violentos no município. Dos 46 homicídios registrados pela Polícia Civil, 12 foram em dezembro.

Em entrevista ao repórter Antônio Carlos o Coordenador da 4ª Coorpin disse que as mortes que ocorreram no mês de dezembro já têm autoria definida e as investigações em andamento estão adiantadas com a identificação de possíveis autores.