Viver Melhor: Dependência digital prejudica saúde de crianças e adolescentes

Viver Melhor: Dependência digital prejudica saúde de crianças e adolescentes

No quadro Viver Melhor falou sobre o vício em celular conectado a internet, e conforme a psicóloga Luciana Nery, é viciante e pode trazer consequências graves no desenvolvimento da criança e do adolescente.

Pesquisas cientificas já comprovam que o vício em telas, sobretudo em smartphones conectados à internet, é real. É um vício como qualquer outro, que altera o comportamento e a maneira como o cérebro funciona

Alguns vícios são socialmente conhecidos por prejudicarem à saúde, por exemplo o uso exagerado de cigarro, álcool e outras substâncias ilícitas. Porém, uma dependência em especial apresenta-se como “natural” para muitas pessoas: a utilização excessiva do celular.

A conexão entre as pessoas e os smartphones é tão forte que o receio de ficar sem ele já ganhou as denominações “nomofobia” e “medo irracional de ficar desconectado” — seja por falta de internet ou de bateria.
De acordo com esse estudo, além de as questões comportamentais sofrerem alterações devido ao alto índice de uso, algumas características físicas do cérebro também acabam sendo modificadas por conta da dependência.
Confira o que diz a psicóloga Luciana Nery:

 

Siga o Blog do Valente no Google Notícias e tenha acesso aos destaques do dia