Padre diz que o ‘Rio Grande do Sul abraçou a bruxaria e o satanismo’ ao falar sobre enchentes

Foto: reprodução

O padre Paulo Santos, da paróquia São Francisco de Paulo no município de Nova Andradina (MS), virou alvo de denúncia no Ministério Público Federal (MPF) por intolerância religiosa, após falas sobre as enchentes no Rio Grande do Sul, durante a “Missa Solidária em Oração Pelo Rio Grande do Sul”, realizada no dia 8 de maio.

O vídeo viralizou nas redes sociais e levantou debate e revolta nos últimos dias, em decorrência das falas do padre que dá a entender que as enchentes enfrentadas pelos gaúchos são resultados do ateísmo e religiões de matriz africana.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia