Salvador: Bruno Reis se pronuncia sobre flexibilização dos estádios, mas não das festas

Foto: Adriano Villela/bahia.ba

O prefeito Bruno Reis (DEM), esteve presente nesta segunda-feira (29) na inauguração do novo Centro de Referência e Assistência Social (Cras), na Via Castelo Branco, e em coletiva se pronunciou sobre a flexibilização do número de pessoas nos estádios para 70% (na Arena Fonte Nova, mais de 30 mil pessoas) e para shows e outros eventos, a capacidade ainda ser 3 mil.

“Vão ter comparações, sempre quando a gente fala em festa acaba sendo motivo para que as pessoas aglomerem. Em relação aos estádios, a gente procura o cumprimento de todos os protocolos, como também em relação as festas, não dá para ter tudo de vez, é um momento que exige cuidado diante do que está acontecendo do mundo, da chegada de novas variantes, e nós temos que ir avançando com cautela e com prudência, o momento exige isso e é o que nós temos feito”, disse o prefeito.

O prefeito também anunciou que ‘não há como realizar o festival da virada’ de 2022, em decorrer do aumento dos casos e da preocupante variante que apareceu na África do Sul, mas deu esperanças para alguma possibilidade de celebração do ano novo de maneira adaptada a situação que o mundo está.

“Vou ver o que é possível fazer, vamos avaliar. Ano passado nós fizemos queimas de fogos, em locais da cidade que não foram divulgados para evitar aglomerações. É um outro momento esse ano, a vacina, temos que levar em consideração que temos 90% da população com a primeira dose, 81% com a segunda, 15% com a terceira, e ver se essa variante da África do Sul vai trazer alguma consequência ou não”.

Fonte: Bahia.ba