Covid-19 causa danos nos testículos e pode deixar homens inférteis

Pesquisadores em Israel detectaram que a contagem de espermatozoides em homens infectados sofreu uma diminuição nos 30 dias seguintes após terem testado positivo para a Covid-19. Descobriram ainda que a mobilidade do esperma havia sido prejudicada – ou seja, que os espermatozoides não estavam  ‘nadando’ como deveriam.  Os especialistas acrescentaram também que os ditos danos haviam sido identificados em homens que tinham tido apenas casos ligeiros de Covid-19.  A pesquisa publicada no periódico Fertility and Sterility, ainda tem de ser revista pelos seus pares.

O médico e pesquisador Dan Aderka of Sheba Medical Center, líder do estudo, disse em declarações ao jornal israelita Jerusalem Post que o novo coronavírus SARS-CoV-2 pode ter efeitos nefastos nos testículos através da sua ligação às células receptoras ACE2.

Foi analisado que esses receptores – presentes igualmente no coração, pulmões e intestinos – atuam como porta de entrada para a Covid-19, ajudando a doença a propagar-se pelo corpo.  Aderka mencionou ter examinado 12 pacientes que haviam morrido após contraírem Covid-19, sendo que 13% do vírus SARS-CoV-2 havia sido detectado no esperma dos indivíduos.

O médico afirmou ainda que se registrou um decréscimo de 50% na contagem de espermatozoides, concentração e mobilidade inclusive em pacientes que apresentavam casos ligeiros da doença – mesmo após um mês do diagnóstico.