Léo Valente fala sobre prioridade na imunização contra a Covid-19: ‘Quem é que está mais exposto, o bancário ou o blogueiro?’

Um dos estabelecimentos que não fecharam durante a pandemia, os bancos são vetores eminentes do coronavírus. No entanto, nem por isso os bancários e servidores destas instituições financeiras entraram na lista de prioridades para a vacinação contra a Covid-19. Em todo o Brasil, bancários se manifestaram exigindo a imunização.

Sendo um dos serviços essenciais, as agências bancárias, desde o início da pandemia, têm enfrentado um grande problema: a aglomeração de pessoas. E o problema só aumentou com a restrição dos horários de funcionamento e com o auxílio emergencial do governo federal que consequentemente, mas não culpado, gerou um grande círculo de pessoas em busca do benefício.

Na Bahia,  jornalistas com idade superior a 40 anos foram inclusos na vacinação contra Covid-19. A decisão de inclusão do grupo foi tomada após uma reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) realizada na última terça-feira (18).  O grupo prioritário abrange ainda cinegrafistas e blogueiros registrados.

Em seu programa matinal na Andaiá FM, o radialista Léo Valente, que também é bancário, chegou a questionar as medidas adotadas pelos secretários de saúde, municipal e do estado, sobre os critérios usados para estabelecer a prioridade.

“Quem é que está mais exposto, o bancário ou o blogueiro? Obrigatoriamente quem tem que pegar em dinheiro, fazer pagamentos, atender idosos, estar perto da máquina, orientando as pessoas que não sabem usar senha, ficar de frente a uma pessoa por mais de 40 minutos que podem espirar ou tossir a qualquer momento, em um local com o ar-condicionado circulando, sem ventilação, pegando em dinheiro que vem de todos os lugares. Quem está correndo o risco de pegar o coronavírus e passar para mais pessoas? “Ainda não entendo a lógica do governador e do secretário de saúde. Iremos ouvir o presidente do sindicato dos bancários da Bahia para falar sobre isso”, arguiu.

Léo Valente pontuou  ainda a questão de pessoas oriundas de outras cidade que vêm a Santo Antônio de Jesus para realizar serviços bancários, o que pode afetar e muito na disseminação do vírus.

No dia 11 de abril bancários, funcionários da Caixa Econômica protestaram em todo o país exigindo prioridade na imunização. A Federação dos empregados da Caixa Econômica Federal pediu ao Ministério da Saúde que inclua os trabalhadores do banco no grupo prioritário da vacinação contra a Covid-19. Em março, um ano após o início da pandemia, A Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae) enviou um ofício à pasta com a solicitação.

Segundo a Federação, os funcionários da Caixa estão na linha de frente, pois atendem a população no pagamento de programas sociais, entre outras demandas. Em janeiro, a Fenae já havia pedido a inclusão dos empregados da Caixa no grupo prioritário.