SAJ: Após ondas de violência, mototaxistas cogitam paralisação em valorização da classe dos trabalhadores

SAJ: Após ondas de violência, mototaxistas cogitam paralisação em valorização da classe dos trabalhadores
Delivery de comida

Devido à onda de violência na cidade de Santo Antônio de Jesus (ver aqui), mototaxistas temem trabalhar e cogitam paralisação em valorização da classe dos trabalhadores.

Em entrevista ao Blog do Valente, um motoboy de identidade não revelada, declarou que estaria tentando mobilizar os colegas de trabalho para uma paralisação, por questões de preço e de valorização da classe.

“É uma situação  que é muito válida uma paralisação, uma manifestação para poder fazer com que as pessoas entendam em cima de uma moto existe um pai de família que está tentando levar o pão pra casa”.

Um outro motoboy afirmou que, caso haja paralisação, ele irá aderir a causa, assim como muitos outros, mas acredita que “a probabilidade disso acontecer é muito baixa devido ser um setor muito desorganizado”. Ele ainda declarou que não é somente a violência que o incomoda, mas também o preço da passagem que apresenta uma tabela que está saturada, que não leva em consideração o aumento da gasolina.

Ele também informou que essa desorganização da classe trabalhadora é devido aos que ainda trabalhando de maneira clandestina. “As pessoas só pintam a moto de verde e acham que já virou motoboy, não se cadastra numa empresa e não se cadastra no governo”.