“Sonhamos com esse dia”, comemora a irmã de Marielle Franco após as prisões

Anielle e Marielle -
Anielle e Marielle – Foto: Reprodução | Redes Sociais

A ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, irmã da vereadora Marielle Franco assassinada em 2018, comemorou neste domingo (24) a prisão dos três suspeitos de serem os mandantes do crime.

Em suas redes sociais, Anielle expressou gratidão aos órgãos públicos responsáveis pela investigação e ao ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes.

“Só deus sabe o quanto sonhamos com esse dia! Hoje é mais um grande passo para conseguirmos as respostas que tanto nos perguntamos nos últimos anos: quem mandou matar a Mari e por quê? Agradeço o empenho da PF, do gov federal, do MP federal e estadual e do Ministro Alexandre. Estamos mais perto da Justiça! Grande dia!”, postou Anielle no X (antigo Twitter).

Na manhã deste domingo, foram presos Domingos Brazão, atual conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Chiquinho Brazão, deputado federal pelo Rio de Janeiro, e Rivaldo Barbosa, ex-chefe de Polícia Civil do Rio.

A ação decorre da homologação, pelo STF, da delação premiada do ex-policial Ronnie Lessa, preso por ser acusado de atirar contra a vereadora. Devido ao foro privilegiado, a prisão do deputado Chiquinho Brazão precisou ser autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes, relator do caso no Supremo.

O assassinato de Marielle Franco, em 14 de março de 2018, causou grande comoção no Brasil e no mundo. A vereadora era uma voz importante na luta pelos direitos humanos e das mulheres negras.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia