MP-BA oferece mais uma denúncia contra líder espiritual maçônico suspeito de abuso sexual na Bahia

O Ministério Público Estadual (MP-BA) informou na terça-feira (17) que ofereceu mais uma denúncia contra o líder espiritual Jair Tércio Cunha Costa, pelos crimes de estupro de vulnerável, charlatanismo e lesão corporal por ofensa à saúde mental.

A investigação corre em sigilo a pedido das vítimas, com base no “fundado temor”, em relação ao acusado e a alguns dos seus seguidores. Jair já é alvo de investigações de abusos sexual e psicológico. Há um mandado de prisão preventiva em aberto contra ele, que é considerado foragido da Justiça, informou o MP-BA.

Jair Tércio Cunha Costa, de 63 anos, é ex-grão-mestre de uma loja maçônica na Bahia e desenvolvedor de uma doutrina pedagógica que era estudada em retiros espirituais promovidos por ele toda semana.

Nas primeiras denúncias, segundo informações da promotora de Justiça, Gabriella Manssur, 14 mulheres que participavam da seita de Jair Tércio denunciaram os abusos, que chegaram à Ouvidoria das Mulheres, órgão do Conselho Nacional do Ministério Público e ao Projeto Justiceiras.

A primeira denúncia do MP-BA contra Jair Tércio foi por violência de gênero, violação sexual mediante fraude, estupro de vulnerável e lesão corporal por ofensa à saúde mental, contra quatro vítimas.

A nova denúncia, segundo o MP-BA, é fruto de uma ação conjunta dos Grupos de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) e de Defesa da Mulher e da População LGBT (Gedem), e assinada pelos promotores de Justiça Márcia Regina Ribeiro Teixeira, Ana Paula Coité De Oliveira, Bruno Pinto Silva, Gilber Santos de Oliveira, Karyne Simara Macedo Lima, Anna Karina Omena Senna, Sara Gama Sampaio, Aroldo Almeida Pereira, Clarissa Diniz de Sena, João Paulo Santos Shoucair, Luiz Ferreira Neto e Ana Carolina Tavares Freitas.

O Ministério Público informa que outras vítimas podem entrar em contato com o MP pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone 08006424577.

*G1




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *