A pedido da PGR, Gilmar Mendes arquiva inquérito de Aécio

 

A pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou o arquivamento do inquérito em que o deputado Aécio Neves (PSDB-MG) era investigado por desvios na estatal do setor elétrico Furnas.

O pedido de arquivamento é assinado pela subprocuradora-geral da República Lindôra Araújo, que afirmou haver indícios contra Aécio e o ex-diretor da empresa Dimas Toledo, mas insuficientes para iniciar uma ação penal contra eles.

Em delação premiada, o senador cassado Delcídio Amaral acusou o Aécio de receber propina referente a contratos de Furnas. Em troca, ele forneceria apoio político para a indicação e manutenção de ocupantes de cargos na empresa.

*M1