Ministério Público da Bahia promove casamento civil coletivo LGBTQIAPN+

Foto: Reprodução / Freepik

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) celebra o amor e a igualdade com a próxima edição do casamento civil coletivo LGBTQIAPN+, o “Sim ao Amor”. A iniciativa, promovida pela 1ª Promotoria de Justiça de Direitos Humanos, será realizada no dia 12 de julho na sede do MP, no Centro Administrativo da Bahia, em Salvador.

Casais LGBTQIAPN+ que desejam oficializar sua união podem se inscrever até o dia 19 de maio através de um formulário online. Para participar, basta preencher o formulário e entregar, presencialmente, na 1ª Promotoria de Justiça de Direitos Humanos, cópias do RG, CPF e comprovante de residência.

A promotora de Justiça Márcia Teixeira, idealizadora do projeto, ressalta a importância do casamento civil como instrumento de garantia de direitos para casais LGBTQIAPN+. “Mais do que uma celebração do amor, o casamento civil é a garantia de direitos civis, previdenciários e patrimoniais para o casal e para a família que se forma”, afirma.

Com a união civil, os casais conquistam direitos como acesso a planos de saúde, licenças de trabalho conjuntas, herança e pensão, entre outros. “É a concretização da igualdade para todos“, complementa a promotora.

O casamento LGBTQIAPN+ foi reconhecido em todo o Brasil em 2013, por meio de resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), e teve sua legalidade reafirmada em 2020 por duas decisões do Supremo Tribunal Federal (STF). Desde então, casais do mesmo sexo podem se casar em qualquer cartório civil do país.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia