Situação melhorou, não precisa madrugar para receber auxílio, diz Caixa

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, afirmou nesta terça-feira, 5, que a situação de atendimento aos clientes em agências na Caixa está “muito melhor” agora. Segundo ele, não há necessidade de as pessoas chegarem de madrugada às agências da Caixa para o recebimento do auxílio emergencial.

Na semana passada, os beneficiários do auxílio emergencial do governo, lançado para combater os efeitos da pandemia do novo coronavírus sobre a população de baixa renda, chegaram a dormir na porta de agências para receber o pagamento de R$ 600.

Em entrevista virtual nesta tarde, Guimarães lembrou que 50 milhões de pessoas se beneficiaram do auxílio. Deste total, 31,5 milhões são pessoas que receberam depósitos em suas contas e que já tinham familiaridade com os serviços bancários. Outras 18,5 milhões de pessoas receberam os valores em contas digitais por não terem relação com instituições financeiras.

Esta parcela da população, conforme Guimarães, precisa de maior auxílio dos funcionários da Caixa. “Muitos estão realizando saques nas agências pela primeira vez”, disse. De acordo com Guimarães, porém, boa parte desta população mais carente já foi atendida nos últimos dias, o que deve reduzir as filas nas agências no restante desta semana. “Não precisa chegar de madrugada na agência”, disse Guimarães.

“A agência só vai fechar depois de todos serem atendidos”, acrescentou. Guimarães concede entrevista coletiva virtual neste momento, para tratar dos pagamentos do auxílio emergencial de R$ 600 pelo governo.

Cronograma

Segundo Guimarães, está em fase de discussões técnicas as mudanças no atual calendário para pagamento do auxílio emergencial. “Esta semana será anunciado um novo calendário”, afirmou.

A Caixa diz que intensificou o atendimento às pessoas que estão nas filas, de forma a dar celeridade com prestação de informações e geração de códigos (tokens) para a realização de saques, conforme o calendário de pagamento e a necessidade de se manter o distanciamento.

Desde ontem (4), todas as agências da Caixa funcionam com horário estendido, das 8h às 14h. E, no próximo sábado (9), mais de 2 mil agências em todo país vão abrir para atendimento do auxílio emergencial.

Adicionalmente, acrescenta a Caixa, cerca de 3 mil funcionários foram direcionados para o atendimento nas agências mais críticas. Além disso, estão sendo contratados mais 4,8 mil vigilantes (desse total, 2 mil já estão alocados) e 889 recepcionistas para reforçar a orientação e o atendimento ao público.

Cinco caminhões-agência também vão ser colocados à disposição dos beneficiários do auxílio emergencial em locais com maior necessidade, sobretudo nas regiões Norte e Nordeste.

O banco ainda está em contato direto com as prefeituras para fechar parcerias para organização e atendimento à população.

*Exame