Em prisão domiciliar, Crivella entra na justiça para acompanhar sepultamento da mãe

 

A defesa de Marcelo Crivella entrou na Justiça com um pedido para que o prefeito afastado do Rio possa acompanhar o sepultamento da mãe. Eris Bezerra Crivella, mãe do prefeito, morreu nesta segunda-feira em seu apartamento, em Copacabana, na Zona Sul, aos 85 anos.

Não se sabe ainda a causa da morte. Segundo o advogado de Crivella, Alberto Sampaio, o enterro está marcado para a próxima quarta-feira, 30, no Cemitério do Caju, na zona portuária da cidade.

Crivella, que segue em prisão domiciliar era o único filho de de Eris, que teria morrido enquanto dormia.

O prefeito afastado  foi preso na última terça-feira, 22, em um desdobramento da Operação Hades, que investiga um suposto “QG da Propina” na Prefeitura do Rio. De acordo com o Ministério Público, Crivella seria o líder da organização criminosa.

Fonte: A Tarde