Bolsa Família passa a ser pago em conta digital para 3 milhões de beneficiários

A partir desta quinta-feira (18), mais de 3 milhões de beneficiários do Bolsa Família passam a poder receber os pagamentos do programa também por meio de uma conta digital simplificada e gratuita, aberta automaticamente em seu nome na Caixa Econômica Federal.

As formas anteriores de resgate mensal do benefício –feito por meio de saques com o cartão do Bolsa Família ou o Cartão Cidadão– continuam disponíveis. As contas digitais apenas acrescentam uma nova opção.

Com elas, não é preciso sacar todo o dinheiro de uma vez, e o saldo pode ser usado para compras e pagamento de contas, por meio do aplicativo Caixa Tem.

Esta é a quarta e última fase do programa de bancarização do Bolsa Família, que está abrindo contas digitais para os cerca de 9 milhões de titulares do programa que ainda não tinham conta ou vínculo com nenhum banco.

Neste mês, terão a conta digital aberta na Caixa os beneficiários com o NIS terminado em 1 e 2, nos dias 18 e 19 de março, seguindo o mesmo calendário dos dias do mês em que os pagamentos são feitos. As datas de ativação das contas são:

  • Final de NIS 1: 18/03
  • Final de NIS 2:  19/03

O público prioritário dos Grupos Populacionais Tradicionais Específicos (PBF) também passa a ter a conta digital aberta e ativada a partir deste mês. As informações são do Ministério da Cidadania.

Os beneficiários com NIS de final 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9 e 0 já tiveram suas contas ativadas nas três etapas anteriores do programa de bancarização, entre dezembro e fevereiro, e já podem fazer as movimentações do dinheiro pelo aplicativo, se quiserem.

Compras e pagamento de contas

A Conta Poupança Social Digital foi criada no ano passado para mais de 100 milhões de brasileiros para fazer o pagamento do auxílio emergencial e de outros benefícios especiais repassados durante a pandemia do coronavírus, por meio do aplicativo Caixa Tem.

A partir de dezembro, a Caixa e o Ministério da Cidadania passaram também a realizar a migração para que as famílias do Bolsa Família sem conta em banco pudessem seguir usando a conta digital para o programa.

A conta social da Caixa é uma poupança simplificada, sem tarifas de manutenção e com limite mensal de movimentação de R$ 5.000. Os novos correntistas não precisam fazer nada para solicitar a abertura, e a senha é a mesma do cartão social.

A grande diferença da conta digital para os meios de saque anteriores, com o Cartão Cidadão, é que o novo correntista não precisa mais sacar todo o dinheiro de uma vez. Os valores que não forem sacados com o cartão tradicional ficam na conta e podem ser movimentados aos poucos, em compras com maquininhas, em supermercados, padarias e farmácias, por exemplo.

Esses pagamentos devem ser feitos por QR Code ou com um cartão de débito virtual, gerados pelo aplicativo Caixa Tem.

Também é possível pagar contas de água, luz, telefone, gás e boletos em geral pelo aplicativo ou nas casas lotéricas, por meio da opção “Pagar na Lotérica” do Caixa Tem. Além disso, o sistema também permite fazer transferências e pagamentos por Pix.

Fonte: Caixa Econômica Federal
*CNNBrasil