Professora é uma das vítimas mortas em atentado a creche no Oeste de Santa Catarina

Keli Adriane Aniecevski, 30 anos — Foto: Rperodução/Redes Sociais

A professora Keli Adriane Aniecevski, 30 anos, é uma das vítimas mortas no ataque à escola infantil Pró-Infância Aquarela, em Saudades, no Oeste de Santa Catarina, nesta terça-feira (4). Além da educadora, uma agente escolar e três crianças de até dois anos morreram atingidos por golpes a faca.

A informação foi confirmada por familiares de Kelly e pela secretária de educação do município, Gisela Hermann. A prima da educadora, Silvane Elfel, contou que ela trabalhava na unidade havia cerca de 10 anos.

“Ela era uma pessoa alegre, sempre disposta, simpática, carismática sempre, ajudando o próximo quando ela podia. Então, assim, é uma tristeza que eu não sei explicar, eu não tenho explicação para isso”, disse a prima da professora.

Além de Kelly, foram mortos no ataque a agente educacional Mirla Renner, de 20 anos, e as crianças Sarah Luiza Mahle Sehn, de 1 ano e 7 meses, Murilo Massing, de 1 ano e 9 meses, e Anna Bela Fernandes de Barros, de 1 ano e 8 meses.

O autor do atentado, de 18 anos, desferiu golpes também contra si próprio e foi encaminhado em estado gravíssimo a um hospital em Pinhalzinho, cidade vizinha a Saudades. Não foi informada a idade das vítimas. O Corpo de Bombeiros foi ao local e isolou a área.

A creche atende crianças de 6 meses a 2 anos de idade, conforme a secretária.

O município de Saudades tem 9,8 mil habitantes e fica a cerca de 70 quilômetros de Chapecó, a maior cidade do Oeste catarinense, e a 600 quilômetros de Florianópolis.

*G1