Polícia Civil conclui que a queda de avião de Marília Mendonça poderia ter sido evitada

 

Na manhã desta quarta-feira (4), a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) concluiu o inquérito sobre a queda do avião que matou Marília Mendonça e mais quatro pessoas em novembro de 2021. Segundo o delegado de Caratinga, Ivan Lopes, o acidente poderia ter sido evitado.

Durante a entrevista coletiva, o delegado afirmou que “a tripulação, devido a circunstâncias inaceitáveis, agiu com negligência e imprudência”. Para a PCMG houve homicídio culposo triplamente qualificado, com a extinção da punibilidade já que o piloto e copiloto também morreram.

O laudo ainda concluiu que a aeronave não tinha problemas técnicos e a polícia descartou mal súbito dos pilotos. A aeronave colidiu com uma torre de transmissão em Caratinga, no interior de Minas Gerais.

Ainda conforme os delegados, a tripulação não respeitou os procedimentos de segurança na condução do avião e saiu da zona de proteção da rota.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia