Estado testará milhares de estudantes, professores, e funcionários no Subúrbio Ferroviário de Salvador para o novo Coronavírus

O Governo do Estado inicia na próxima segunda-feira (31), a testagem para o novo Coronavírus no Subúrbio Ferroviário de Salvador. Esta é a primeira etapa da testagem de estudantes, professores e funcionários na capital, depois que a ação foi realizada em Ipiaú, Itajuípe, Itabuna, Ilhéus, Uruçuca e Jequié, municípios com altos índices de contaminação. A iniciativa faz parte de uma série de protocolos que vem sendo realizada pela Secretaria da Educação do Estado (SEC) de retomada das atividades letivas, mesmo sem a data de retorno ainda definida. Uma novidade é que diferente dos outros municípios onde foi feita a testagem rápida, em Salvador, serão realizados testes do tipo PCR, que serão analisados pelo Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN).

A testagem envolverá, nesta primeira etapa, 12 escolas estaduais localizadas no subúrbio, com a previsão de alcançar uma comunidade escolar de 11.103 pessoas, sendo 10.392 estudantes, 224 funcionários e 487 professores. A testagem será feita das 8h às 12 e das 14 às 18 horas. De acordo com a programação, cada escola terá um dia para a testagem e cada gestão convocará a sua comunidade escolar, de modo a evitar aglomerações.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, falou sobre o contingente a ser alcançado no Subúrbio. “A nossa previsão é chegar a 30 mil pessoas testadas na região do Subúrbio Ferroviário de Salvador, pois vamos ampliar a ação para outras escolas, posteriormente. Além de servirem de base para a tomada de decisão sobre o retorno das atividades letivas, embora não estamos falando aqui de data para retorno, os dados da testagem permitem uma maior segurança para os estudantes, professores, funcionários e suas famílias, no enfrentamento do novo Coronavírus, e reforça o cuidado do governador Rui Costa com a nossa comunidade escolar”, afirmou.

Como será a testagem

A testagem acontecerá de forma centralizada nas escolas, denominadas de polos, nos bairros do Lobato, São João do Cabrito, Plataforma, Itacaranha e Alto da Terezinha. O objetivo é facilitar a ida dos estudantes, professores e funcionários para as unidades nos bairros onde estudam ou trabalham.

Calendário de aplicação

– No dia 31 de agosto, será realizada a testagem da comunidade escolar do Colégio Estadual Raymundo Matta, escola-polo do Lobato. Esta unidade sediará a testagem das comunidades escolares dos colégios estaduais Ailton Pinto, no dia 1º de setembro; e do Dalva Matos, no dia 02 de setembro.

– No dia 3 de setembro será realizada a testagem de estudantes, professores e funcionários do Colégio Estadual Tereza Helena Mata Pires, na própria unidade escolar.

– Nos dias 4 e 8 de setembro, será feita a testagem da comunidade escolar do CPM do Lobato, na própria unidade escolar.

– No dia 9 de setembro, será realizada a testagem da comunidade escolar do Colégio Estadual Aristides de Souza, escola-polo de São João do Cabrito e Plataforma. Esta unidade sediará a testagem da comunidade escolar do Bertholdo Cirilo, nos dias 10 e 11 de setembro; e do Colégio Estadual de Plataforma, no dia 14 de setembro.

– O Colégio Estadual Clériston Andrade será polo para os bairros de Itacaranha e Plataforma e testará nos dias 15, 16 e 17 de setembro a sua própria comunidade escolar; no dia 18 de setembro, a comunidade escolar do Colégio Estadual Josias de Almeida Melo; e no dia 21 de setembro, a comunidade escolar do Colégio Estadual Luiz Rogério de Souza.

– No Alto da Terezinha, haverá testagem apenas no Colégio Estadual Sara Violeta, que atenderá a sua própria comunidade escolar, nos dias 22 e 23 de setembro.

Para o atendimento, todas as unidades escolares foram preparadas com a higienização do local e disponibilização de álcool em gel e pias com sabão para a lavagem das mãos, além da exigência do uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI). Os professores e demais pessoas a serem testados deverão utilizar máscaras de proteção para o acesso aos locais. Ao entrar, todos são direcionados para a higienização correta das mãos.

Foto: Elói Corrêa/GOVBA / Assessoria de Comunicação Secretaria da Educação do Estado da Bahia