SAJ: rachaduras aumentam no Cidade Nova 2 e moradores temem desabar casas, “Não conseguimos dormir”

Rachaduras formadas pelas chuvas aumentam no Cidade Nova 2 em Santo Antônio de Jesus. Ao repórter Tino Alves, na manhã desta sexta-feira (26), os moradores reivindicam celeridade da prefeitura para retirar as famílias que habitam nas residências afetadas. “Ninguém dormiu essa noite, com medo de desabar tudo”, disse a moradora de prenome Sara. A equipe da prefeitura chegou ao local por volta das 10h desta quinta-feira (25), após o surgimento da rachadura no solo de aproximadamente 40 metros de extensão. Em nota, a Secretaria de Assistência Social informou que foi disponibilizado Aluguel Social para cerca de 20 famílias que precisam deixar suas casas no Conjunto Residencial.

De acordo com o secretário da Pasta, Lucas Santos, parte dos moradores optou em ir para a casa de parentes. Outros foram levados para prédios escolares onde poderão ficar alojados até finalizarem o processo de recebimento do aluguel social. A Secretaria também disponibilizou alimentação para os alojados.

Como o Conjunto Residencial Cidade Nova II é fruto do programa federal Minha Casa, Minha Vida, os técnicos da Prefeitura não podem realizar intervenções nos prédios. Por isso, o Banco do Brasil, agência financiadora da obra, e a empresa FCK, construtora do empreendimento, foram acionados.

Para impedir que a rachadura continue crescendo, técnicos da Defesa Civil e das secretarias de Infraestrutura e Serviços Públicos, isolaram a área atingida e instalaram uma lona para amenizar a absorção de água pelo solo. Pela tarde, técnicos da empresa FCK estiveram no local para dar início a uma inspeção.