Fotógrafa é condenada a indenizar noivo em R$ 10 mil após recusar trabalhar em casamento homoafetivo

 

Uma fotógrafa da cidade de Campos dos Goytacazes, na zona norte do Rio de Janeiro, foi condenada a pagar uma indenização de R$ 10 mil por se recusar a trabalhar em um casamento homoafetivo. Segundo informações divulgadas pelo colunista Ancelmo Góis, do jornal O Globo, o valor foi determinado pela Justiça do Estado.

De acordo com a publicação, a profissional já havia sito contratada para registrar a festa, mas se negou no dia do evento, alegando que “não tira foto do casamento de dois homens”. A declaração, inclusive, foi confirmada em juízo, quando justificou que se sentiu “não tira foto do casamento de dois homens”.

Fonte: BNews