Rosa Weber determina que jovem acusado de furtar xampus seja solto

O jovem que furtou dois frascos de xampu, no valor total de R$ 20, terá a prisão preventiva revogada, após a ministra Rosa Weber do Supremo Tribunal Federal (STF) conceder habeas corpus. Weber determinou que a pena seja trocada por medidas cautelares, de acordo com a Folha de S. Paulo.

Em julho, a ministra negou o habeas corpus e o caso ganhou repercussão, pelo crime banal que o jovem Robson Drago é acusado. Logo depois, o então presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, concedeu uma liminar e soltou o jovem.

De acordo com a Folha de S. Paulo, a ministra confirmou a liminar, voltando atrás da decisão anterior. Na argumentação, ela disse que a imposição da prisão preventiva “é completamente desproporcional”, já que “o objeto do furto é de baixo valor” e foi praticado “em face de uma sociedade empresária [um supermercado da cidade de Barra Bonita, em SP]”.

Robson Drago foi condenado em primeira instância a 3 anos, 6 meses e 20 dias de prisão em regime fechado. O recolhimento já tinha sido confirmado também pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) antes do caso chegar ao STF.

*ATarde