Ribeiro contou à filha que Bolsonaro o alertou sobre operação; veja conversa

Para o MPF, há sinais de que presidente interferiu na operação

Bolsonaro interfere nas investigações
Foto: Reprodução/BBC

O ex-ministro Milton Ribeiro afirmou para a filha que o presidente Jair Bolsonaro (PL) o alertou sobre a operação da Polícia Federal da qual ele seria alvo, na quarta-feira (22). O trecho do diálogo está nas investigações e foi divulgado na tarde desta sexta-feira (24) pela Globo News.

Ribeiro contou à filha que Bolsonaro o alertou sobre operação; veja conversa

Ministro para a filha: “A única coisa meio… hoje o presidente me ligou… ele tá com um pressentimento, novamente, que eles podem querer atingi-lo através de mim, sabe? É que eu tenho mandado versículos pra ele, né?”

Filha pergunta: “Ele quer que você pare de mandar mensagens?”

cred

Ministro responde: “Não! Não é isso… ele acha que vão fazer uma busca e apreensão… em casa… sabe… é… é muito triste. Bom! Isso pode acontecer, né? Se houver indícios, né?”.

Para o Ministério Público Federal (MPF), há suspeitas de interferência do presidente nas investigações da operação Acesso Pago, que apura suspeitas de corrupção e tráfico de influência na liberação de verbas do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

lagos

O ex-ministro deixou o cargo no fim de março, uma semana depois que a Folha de S. Paulo divulgou um áudio em que ele dizia que o governo priorizava prefeituras ligadas a dois pastores.

Agora, a PF investiga um esquema para liberar verbas que seria coordenado por dois pastores sem cargos públicos. Ribeiro chegou a ser preso, mas foi solto por decisão da Justiça.

O advogado do ex-ministro, Daniel Bialski, diz que o áudio de Ribeiro com a filha foi de antes da deflagração da operação e a defesa vai analisar tudo quando tiver acesso aos autos.

“Causa espécie que se esteja fazendo menção a gravações/mensagens envolvendo autoridade com foro privilegiado, ocorridas antes da deflagração da operação”, disse ele, segundo o Uol. Para o advogado, isso pode levar a anular atos e decisões da operação.

Fonte: correio24horas

Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícias.