Auxílio Emergencial pode retornar em abril? saiba mais

Atualmente, o novo Bolsa Família, destina um valor mínimo de R$ 400 às 18 milhões de famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza, aprovadas no programa.

Auxílio Emergencial pode retornar em abril? saiba mais

Recentemente, um possível retorno do Auxílio Emergencial voltou a ser discutido entre integrantes do governo. Isto porque, muitas famílias ainda sentem os impactos trazidos pela pandemia que permanece, apesar de seus efeitos terem sido reduzidos pelas campanhas de vacinação.

O programa realizou seus últimos repasses em outubro de 2021, para aplicação do Auxílio Brasil em novembro do mesmo ano. Contudo, o substituto do Bolsa Família, inicialmente, somente amparou 14 milhões de pessoas, depois sendo ampliado para 18 milhões de beneficiários em 2022.

Acontece que este número assistidos do Auxílio Brasil, ainda é bem menor aos 39 milhões de famílias que o Auxílio Emergencial chegou a contemplar no último ano. Segundo dados do próprio Ministério da Cidadania, cerca de 25 milhões de famílias ficaram desamparadas com o fim do programa.

Dentre os parlamentares que manifestaram o desejo da volta do benefício emergencial, está o deputado Renildo Calheiros. Segundo ele, o retorno do auxílio no valor de R$ 600 além de amparar os brasileiros em vulnerabilidade, pode contribuir com a movimentação da economia.

Por sua vez, o Governo Federal já declarou que não tem pretensões de retornar com os pagamentos do Auxílio Emergencial. Dentre os motivos, a maior justificativa é a falta de espaço no orçamento para custear novas rodadas do benefício.

Neste sentido, a ideia é manter o Auxilio Brasil como o principal benefício de transferência de renda do país, de modo que o enfoque do governo ainda é expandir o referido programa.

Mediante a isto, seria inviável para os cofres públicos da união realizar os pagamentos do Auxílio Brasil e do Auxílio Emergencial simultaneamente.

Atualmente, o novo Bolsa Família, destina um valor mínimo de R$ 400 às 18 milhões de famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza, aprovadas no programa.

 

Siga o Blog do Valente no Google Notícias e tenha acesso aos destaques do dia