PSOL quer cassação de Eduardo Bolsonaro por debochar de tortura

PSOL quer cassação de Eduardo Bolsonaro por debochar de tortura
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O deputado Ivan Valente (PSOL-SP) afirmou nesta segunda-feira (04) que vai entrar, junto com a bancada do PSOL, com um pedido de cassação do mandato do deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP) no Conselho de Ética da Câmara.

No domingo, o filho do presidente Jair Bolsonaro debochou da tortura sofrida pela jornalista Miriam Leitão durante a ditadura militar.

“Eu e a bancada do PSOL na Câmara entraremos com pedido de Cassação de Eduardo Bolsonaro no Conselho de Ética. É inadmissível a agressão à jornalista Miriam Leitão, a apologia à tortura e à violência contra mulher. Basta de impunidade.”, escreveu Ivan Valente em suas redes sociais.

O deboche do deputado foi condenado por políticos como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que prestou solidariedade à jornalista e disse que a tortura é “indefensável”, e pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede), que classificou o tuíte do parlamentar como “nojento, covarde e asqueroso”.

 

Fonte: Bahia.ba