Em SAJ, Ministro da Cidadania João Roma anuncia retorno de Bolsonaro à Bahia

O Ministro da Cidadania João Roma, esteve neste sábado m Santo Antônio de Jesus, visitando o Centro de Recuperação Aprisco. Acompanhado de sua comitiva  e do Prefeito da cidade de Cruz das Almas, João Roma concedeu entrevista e falou a respeito  de investimentos para a região e também em políticas de combate às drogas.

“A minha conversa com o pastor Reinaldo foi no sentido de fortalecer o trabalho do Aprisco e o Ministério da Cidadania tem tratado toda a pauta de recuperação dos dependentes químicos e parceria com as comunidades terapêuticas”, disse Roma.

O ministro falou ainda sobre o novo programa social que substituirá o Bolsa Família.  Conforme o ministro, o Auxilio Brasil consiste no avanço das políticas de transferência de renda e uma reformulação das políticas de assistência social do governo, interligando vária políticas públicas em benefício da população.

“No Auxilio Brasil teremos um aumento no tíquete médio, além de resguardar a primeira infância, alimentação, capacitação e microcrédito onde se possa viabilizar muitos potenciais empreendedores que precisam de oportunidade”, explica.

Roma ressaltou também da importância da abertura de novos postos de trabalho e exaltou a reabertura do Estaleiro Paraguaçu em Maragogipe, onde fomentará, novamente, a economia da região.

“Com o Estaleiro Paraguaçu funcionando é emprego para Cruz das Almas, Santo Antônio de Jesus e toda a região, naturalmente relaciona, que terá aquecimento na economia, no comércio de bens e serviços”, ressalta.

Segundo Roma, tudo isso, é por consequência de uma gestão que visa em entrega e ações destinadas a melhoria da qualidade de vida da população mais carente.

Roma evidenciou ainda que o presidente da República, Jair Bolsonaro, deve fazer uma nova visita à Bahia ainda no mês de setembro.

“Ele vem para anunciar novos investimentos na Bahia. Coisas importantes, que por décadas estiveram dando explicação e movendo propaganda, mas sem solução para ajudar a nosso povo”, completou.