Mais de um milhão de pessoas já assinaram o abaixo-assinado contra o filme de Natal da Netflix, porém não houve queda no número de assinantes; qual sua opinião sobre o tema?

Agora são mais de um milhão! Mais de um milhão  de pessoas já assinaram o abaixo-assinado online promovido por cristãos pelo impedimento do filme de Natal da Netflix e Porta dos Fundos, por ofender gravemente os cristãos.

Os cristão alegam que o  filme estreado  em 3 de dezembro no Netflix é ultrajante e desrespeitoso à fé cristã. Com a máscara de “paródia religiosa” e “crítica sociocultural”, o filme “A Primeira Tentação de Cristo” , na verdade,  é repleto de acidez e ofensas à fé cristã, e culturalmente, sem méritos.

Em síntese, o filme conta que ao regressar de uma viagem de 40 dias pelo deserto, Jesus é surpreendido com uma festa de aniversário para celebrar os seus 30 anos. A certa altura, seus pais, Maria e José, revelam que ele foi adotado e que seu verdadeiro pai é Deus. Um dos convidados para a festa é uma prostituta chamada Telma, provavelmente fazendo menção à Maria Madalena.

Por outro lado, não há notícia sobre queda no número de assinantes, muito pelo contrário. Muita gente que teria passado despercebida pelo vídeo foi conferir o motivo de tanta polêmica. A ousadia de apresentar uma versão gay de Jesus e um Deus pegador que tenta seduzir Maria foi em grande parte escorada em decisão judicial de 2015, quando a Justiça de São Paulo arquivou um processo movido pelo deputado e pastor Marco Feliciano contra o canal.

Qual sua opinião sobre o tema? Exponha seu ponto de vista!